Catu: Católicos pedem volta de padre após renúncia conturbada

Católicos de Catu, no Agreste baiano, preparam uma carreata nesta quinta-feira (23). O ato pede a recondução do padre Fernando Silva da Paróquia à paróquia Senhora Santana de Catu. Ao Bahia Notícias, um dos apoiadores da ação disse que o religioso foi obrigado a pedir a renúncia após intervenções dele que tornaram a paróquia mais democrática.

“Quando ele chegou em janeiro, ele viu que precisava mudar muita coisa. Aí começou a inovar. E muitos fiéis que tinha se afastado passaram a frequentar a igreja. Eu fui um deles”, diz um morador, que preferiu não se identificar, ao Bahia Notícias.

Outras ações atribuídas ao religioso foram dar maior transparência às ações da igreja, o que incluía gastos financeiros, além da reaproximação de outras pastorais e de faixas da população local.

“Então, ele passou a dar vez a outras pessoas, porque só um grupo meio que controlava a igreja. Ele conseguiu trazer os jovens e crianças de volta, foi para a rua, começou a andar pelos bairros e a igreja tomou outro corpo. Eu acho que isso incomodou esse grupo que acabou fazendo a denúncia”, completa o morador católico.

A denúncia se referia à celebração da Missa do Leigo, no final do mês passado, quando o padre Fernando Silva convidou mulheres para lerem trechos da liturgia eucarística. O fato não foi bem-recebido por fiéis críticos do religioso.

A manifestação está marcada para as 17h na praça central de Catu, em frente à igreja. A paróquia de Catu é ligada à Arquidiciose de Alagoinhas, na mesma região. A entidade tratou o caso como renúncia pedida pelo próprio padre.

Fonte: Bahia Notícias