Juiz admite que errou em resultado da luta de Robson Conceição pelo cinturão

Um dos juízes da luta pela disputa do cinturão, Stephen Blea admitiu nesta segunda-feira (13) que errou no resultado do embate entre Robson Conceição e Oscar Valdez. Apesar do baiano ter dominado o combate, o mexicano saiu vitorioso aos olhos dos juízes, na categoria dos super-penas do Conselho Mundial de Boxe (WBC, na sigla em inglês), na última sexta (10), em Tucson, nos Estados Unidos. Em carta enviada pelo conselho e reproduzida por veículos de imprensa dos Estados Unidos e do México, Blea reconhece a falha ao dar 117 a 110 para o detentor do título.

“Já vi a luta e analisei bem o meu desempenho. Minha pontuação de 117-110 não é exata e não representa as ações no ringue”, afirmou.

Na carta, Blea diz que em dois rounds muito disputados deveria ter marcado 10 a 10, já que não houve vencedor. No entanto, deu a vitória para Valdez por 10 a 9, por entender que o campeão tem o benefício da dúvida, uma prática comum no boxe, mesmo não fazendo parte das regras. O juiz ainda afirmou que não tinha uma visão completa do combate e se deixou levar pela reação da torcida do mexicano, que lutava em casa, já que foi criado naquela região do Arizona.

“Não conseguia ver alguns golpes conectados de [Robson] Conceição, aos quais havia nenhuma reação da torcida, ao contrário de quando Valdez acertou socos”, admitiu.

Robson e sua equipe discordam veementemente do resultado favorável ao mexicano, que ficou bastante machucado após a luta. Inclusive, o manager do pugilista baiano entrou com uma queixa formal no WBC (leia aqui), e um dos argumentos são os pontos dado por Blea. Os demais juízes deram 115 a 112 para Valdez. O staff dele ainda acusa a ESPN americana, que transmitiu o combate, de parcialidade, por só ter exibido os golpes aplicados pelo mexicano nos replays.

Apesar de admitir o erro na pontuação, Blea segue entendendo que Valdez venceu Robson. Para ele, o correto seria ter dado 115 a 112 ou 114 a 113 ao mexicano, que defendia o cinturão.

O staff do baiano não espera que o cinturão seja trocado de mão após a queixa. A ideia é garantir uma revanche ou que Robson Conceição seja alçado à primeira colocação do ranking, o que forçaria uma nova luta contra Oscar Valdez. Vale lembrar que o mexicano havia testado positivo para uma substância proibida, mas não foi suspenso por doping e mesmo assim a luta aconteceu.

Fonte: Bahia Notícias