‘Tem que todo mundo comprar fuzil’, defende Bolsonaro em conversa com apoiadores

Em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada na manhã desta sexta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu o direito de compra de fuzis pela população, ao argumentar que “o povo armado jamais será escravizado”.

“Tem que todo mundo comprar fuzil, pô. Povo armado jamais será escravizado. Eu sei que custa caro. Daí tem um idiota que diz: ‘Ah, tem que comprar feijão’. Cara, se não quer comprar fuzil, não enche o saco de quem quer comprar”, disse o presidente.

O armamento é utilizado em combates militares e policiais.

A fala do chefe do Executivo foi em meio ao comentário sobre decretos direcionados a Colecionadores, Atiradores Desportivos e Caçadores (CACs) e fazendeiros que permitiram que os CACs comprem fuzis e ampliaram a posse de arma de fazendeiros em toda a extensão da propriedade rural.

Fonte: Bahia Notícias