Após críticas de vereadora sobre novo código tributário, indicações de partido são exoneradas pela prefeitura de Alagoinhas

O prefeito Joaquim Neto exonerou agora a pouco 2 servidores ligados ao partido AVANTE. trata-se de Daniel Gonzaga Cerqueira Santos, que ocupava o cargo de coordenador no gabinete do prefeito e Edson Bispo Nepomuceno, que ocupava cargo de coordenação na Secretaria Municipal de Governo. As exonerações ocorrem dias após a vereadora Luma Menezes assinar um projeto de revogação do código tributário municipal junto com vereadores de oposição.

O ato do prefeito foi visto pelo presidente municipal do partido, Ozeas Menezes, pai de Luma, como uma retaliação ás críticas que a vereadora vem fazendo sobre a gestão, em especial com relação ao código tributário. Ozeas afirma que os cargos são indicações do partido e não de Luma e faziam parte de acordo de campanha, no qual o AVANTE declarou apoio á reeleição do prefeito Joaquim Neto.

A relação entre a vereadora Luma Menezes e o Governo já dava sinais de desgaste. Hoje pela manhã, em tom de revolta, ela criticou o governo por não ter lhe convidado para uma reunião que discutiu um projeto de reforma do código de inicativa do executivo. Todos os outros vereadores da base e os vereadores da Bancada Juntos Somos Mais Fortes foram convidados. Luma chegou a questionar se ela havia sido expulsa da base e não sabia. Ela ainda não tinha conhecimento das exonerações, que por si só respondem a quualquer dúvida neste sentido.

Ozeas anunciou que o AVANTE sai formalmente da base e se tornará independete na Câmara Municipal.

Fonte: News infoco