Alagoinhas encerra campanha Faça Bonito com construção coletiva de uma agenda de ações para o enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Após uma semana de ações intensificadas em todo o município, foi encerrada nesta sexta-feira (21), em Alagoinhas, a campanha 2021 “ Faça Bonito”, coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social. Realizada há 21 anos, a campanha é nacional, e tem como objetivo fortalecer a conscientização e a mobilização da sociedade para prevenir e combater o abuso e a exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes.

Para o encerramento, a campanha reuniu, no Hotel Kasa Grande, secretaria e demais órgãos e equipamentos da rede de proteção, para validar as ações e planejar as futuras atividades. “ Tivemos uma campanha bastante produtiva, na qual tivemos um excelente engajamento de todos os participantes. Foi muito importante para identificar e analisar todas as forças, e os aspectos que precisam ser aperfeiçoados para a prevenção do problema e acolhimento às vítimas”, ressaltou a diretora de Inclusão e Promoção Social da SEMAS, Emanuelle Lopes.

Durante o encontro, as coordenações dos quatro Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS), Conselho Tutelar I e II, 4º Batalhão da Polícia Militar, Pastoral do Menor, Polícia Civil e Guarda Municipal, e as coordenações da SEMAS do Sistema de Garantia dos Direitos das Crianças e Adolescentes, do Qualifica Alagoinhas, da Proteção Social Básica, e do programa Criança Feliz, fizeram relatos sobre as intervenções da semana e construíram, de forma coletiva, uma Agenda de Compromissos para fortalecimento da rede de proteção no munícipio.

Entre outros encaminhamentos, ficou definido que seriam discutidos meios para formação um fórum permanente, visando um trabalho mais eficaz de levantamento de diagnóstico, e análise detalhada dos dados. intensificação das oficinas de proteção para os públicos do Sistema Convivência e Fortalecimento de Vínculos dos CRAS e sociedade civil em geral, e a ampliação da divulgação dos equipamentos da rede e dos canais de denúncia.

A campanha foi iniciada na segunda, dia 17 de maio, e até quinta foram realizados trabalhos de conscientização na sede e zona rural, que incluíram blitzes educativas, panfletagem, encontro virtual com professores, oficinas nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializada de Assistência Social ( CREAS), Conselho Tutelar, e a construção de jardins simbólicos na sede dos equipamentos que fazem parte da rede de proteção.

Faça a sua parte. Ao se deparar com alguma suspeita, é possível fazer a denúncia por meio do canal Disque 100. A ligação é gratuita, funciona todos os dias da semana, por 24h, inclusive sábados, domingos e feriados. A denúncia pode ser feita também na Polícia Militar, pelo número 190, ou Conselho Tutelares: Colegiado I – 3423-5244 e Colegiado II – 3423-8385.

Fonte: SECOM PMA