Mata de São João: Prefeitura iniciou as aulas presenciais nas escolas do município

A Prefeitura de Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) iniciou nesta segunda-feira (10) as aulas presenciais nas 27 escolas e nove creches do município.

Para garantir a segurança dos alunos e dos profissionais de educação, a prefeitura instituiu um protocolo com medidas de segurança sanitária e de distanciamento social, para serem seguidas não só pelas unidades de ensino do município, mas também pelas redes pública e privada.

De acordo com a prefeitura, os alunos serão divididos em dois turnos, para que haja uma menor quantidade de estudantes nos ambientes escolares. Nas únicas unidades onde não há turno integral, nas escolas de Malhadas e de Açu da Torre, as aulas serão em dias alternados, para dois grupos de estudantes.

Assim como no projeto Escola Aberta, que funcionou desde 22 de março com atividades pedagógicas e lúdicas em algumas escolas, os cuidados já começam no transporte escolar. Na subida e na decida dos ônibus, as medidas de higiene e de distanciamento são rigorosamente cumpridas.

Protocolo

Entre os principais pontos do protocolo está o uso obrigatório de máscara, dentro e fora das salas de aula. A higienização das mãos três vezes, ou mais, se necessário, e o distanciamento também estão entre os principais procedimentos. A Secretaria de Educação fez higienização completa, além de demarcações de distanciamento em todos os ambientes.

No protocolo, consta ainda esclarecimentos dos horários de entrada, saída, recreio, lanche e almoço dos alunos, a fim de não gerar aglomerações. O documento assegura também o controle do fluxo de pessoas durante os períodos de entrega e de busca das crianças na unidade escolar.

Alunos e profissionais devem evitar o compartilhamento de objetos de uso pessoal. Todos têm de trazer seus materiais individuais (lápis, caneta, borracha, caderno, etc.).

Ventilação

Ainda de acordo com o protocolo, as salas de aulas com ventilação natural poderão operar com o limite máximo de 50% de sua capacidade. Mas para isso, é necessário manter o distanciamento mínimo de um metro entre as cadeiras ocupadas e garantir a mesma medida para a circulação.

A temperatura dos estudantes e profissionais será aferida na entrada das escolas. Em caso de temperatura acima de 37,5ºC, a pessoa deve ser encaminhada para atendimento na unidade de saúde mais próxima.

Comorbidade

É importante ressaltar que fica vedada a participação de alunos portadores de comorbidade. As equipes das unidades escolares continuarão dando todo suporte para realização das suas atividades de forma remota.

Fonte: ASCOM PMMSJ