Operação Chuva: Prefeitura de Alagoinhas atua com equipes de monitoramento e ações de prevenção

Com a previsão de mais chuvas, as equipes da Prefeitura de Alagoinhas seguem de prontidão para monitoramento dos pontos que foram mais impactados, interdição de vias, desobstrução de canais e bueiros, mapeamento de locais para programação de serviços, e outras necessidades da população. A Operação Chuva envolve as secretarias de Infraestrutura (SECIN), de Serviços Públicos (SESEP), de Assistência Social (SEMAS). Agricultura, Defesa Civil , e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

Apesar do registro de pontos de alagamento, os moradores já sentem os efeitos do trabalho preventivo desenvolvido pela prefeitura. Na tarde desta terça-feira (20), após o grande volume de chuva que caiu na cidade, o escoamento foi rápido e a situação logo voltou ao normal.

O problema vem sendo amenizado por conta das ações diárias de prevenção em toda a cidade, com serviços de microdrenagens, limpeza de canais, córregos, sarjetas, bocas de lobo, monitoramento e manutenção em diversos pontos da sede e zona rural. Como reflexo do trabalho permanente da prefeitura, a limpeza de boca de lobo e da rede de drenagem no Silva Jardim e na Urbis III da Rua do Catu contribuiu para evitar mais transtornos nos locais.

PREVENÇÃO A ALAGAMENTOS

E para sanar, deforma definitiva, os alagamentos recorrentes em diversas áreas da cidade, estão em andamento duas grandes obras de macrodrenagem. Com 80 % concluída, as obras do Sistema de Macrodrenagem das Poligonais Noroeste vão beneficiar, dentre outros trechos, as ruas Conselheiro Dantas, principalmente no lugar conhecido popularmente como Pinicão, Paulo Afonso, Areia Branca, Parque da Jaqueira, Rua dos Artistas, Avenida Rio Branco e o Parque Regente.

A outra frente de trabalho é a Macrodrenagem da Lagoa da Cavada, investimento de mais de R$ 12 milhões que irá beneficiar diretamente os moradores de localidades como Chico Mendes, Conselheiro Dantas, 8 de Dezembro, Avenida Rio Branco, Alagoinhas IV, Cavada, Inocoop I e Dantas Bião.

A Prefeitura também entregou a pavimentação e a microdrenagem da Avenida Rio Branco, somando mais de 3 quilômetros de extensão recuperados, entre microdrenagem, pavimentação, passeios e acessibilidade.A Macrodrenagem da Cavada, quando finalizada, também atenderá a Avenida Rio Branco, encerrando um ciclo histórico de alagamentos no local.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura, Maria das Graças Reis, trata-se de duas obras estruturantes e complexas, que deixarão um legado para todos os moradores de Alagoinhas. “Estamos em fase final da construção do túnel de 360 metros na região da Lagoa da Cavada, um método não destrutível, que vai conduzir todas as águas de chuva daquela região. A obras das Poligonais Noroeste passaram por reajuste de preços, por conta da pandemia , mas estamos trabalhando na captação de recursos para dar celeridade ”, detalhou.

“O objetivo é seguir trabalhando para captar recursos e reduzir o máximo possível, os pontos críticos de alagamentos na cidade, e para isso nossa pasta está fazendo o dever de casa com serviços de manutenção preventiva, e já concluiu estudos para intervenções em locais como a Bacia de Alagoinhas Velha e Urbis III da Rua do Catu”, informou a secretária.

E com relação ao Silva Jardim, Maria das Graças Reis explica que o local já recebeu uma obra de macrodrenagem em outra gestão, mas, por conta de problemas na execução, os pontos de alagamentos se mantiveram. “A empresa que contratamos para realizar uma auditoria constatou que os recursos foram recebidos, mas a obra não foi concluída. Para esta intervenção, já atualizamos a planilha, o que vai possibilitar fazermos a licitação e contratar, assim que tivermos os recursos”, afirmou a secretária.

A Prefeitura alerta a população para que contribua não jogando lixo na rua, nos bueiros, e não deixando material de construção, como areia e brita, nas calçadas. Além de ser proibido por lei, o material obstrui as vias e também contribui para os alagamentos.

Fonte: SECOM PMA
Fonte: Acorda Cidade