Morte de policiais sergipanos: ciganos são presos na Bahia e carro com marcas de sangue localizado

Policiais militares da CIPE Litoral Norte interceptaram um veículo Polo, de cor prata, nesta quinta-feira (17/12) na BR-101, no município de Rio Real. De acordo com a fonte do Informe Baiano, oito ciganos, sendo quatro homens, duas mulheres e duas crianças estavam no carro.

Uma das mulheres estava com um revólver calibre .38 escondido na roupa e confessou ter presenciado a ocorrência que culminou na morte de dois policiais civis. Porém, sustentou que não atirou nas vítimas e inocência do grupo, que segundo ela, fugiu por medo da resposta da polícia sergipana.

Horas antes da abordagem, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) da Bahia recebeu pedido de apoio da polícia sergipana com a informação de que assassinos de policiais civis tinham fugido em direção ao litoral baiano.

Os dois policiais civis foram mortos hoje pela manhã, no Povoado Barrinha, em Umbaúba, no estado de Sergipe. Ainda de acordo com a fonte do IB, os agentes apuravam uma ocorrência de furto quando acabaram surpreendidos por dois ciganos, que estavam jurados de morte. Os marginais acharam que os trabalhadores eram rivais e dispararam vários tiros.

Além da arma e do carro, foram apreendidos com o grupo em solo baiano 7 celulares, munições, uma quantia em dinheiro e documentos pessoais.

Uma outra ocorrência, desta vez realizada por policias do Pelotão Especial da 7aCIPM, também pode ter relação com a morte dos policiais sergipanos. Uma guarnição da PM localizou um veículo Uno, de cor amarela, com marcas de sangue. Um cigano foi preso.

Fonte: Informe Baiano