A Justiça do Rio de Janeiro condenou a maternidade do Grupo Perinatal a pagar uma indenização de R$ 40 mil a um casal que não obteve autorização para registrar o nascimento da filha com um fotógrafo profissional.

No processo, foi argumentado que a unidade concedeu permissão similar aos atores Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso no nascimento do filho Zayn, em junho deste ano.

Na decisão, a juíza Lívia Mitropoulos Esteves Dias relatou que os documentos apresentados pelo casal comprovam a “ausência de justificativa idônea para o tratamento diferenciado a um casal em idêntica situação de todos os outros, exclusivamente em razão de fama”.

Na época, a maternidade argumentou que devido a pandemia do novo coronavírus, os casais não poderiam ter acompanhantes, sendo incluída a presença de fotógrafos.

No nascimento de Zayn, ainda durante a pandemia, Giovanna e Bruno compartilharam em suas redes sociais registros do nascimento do filho feito por um fotógrafo profissional na maternidade.

Ainda na sentença, a magistrada destacou que “mormente em se tratando de período pandêmico, em que a preocupação do hospital deveria ser de obedecer à diretrizes governamentais para não causar risco à saúde coletiva (bem comum) e não com o retorno comercial de postagem em mídia social”.

A ação foi registrado na no 6º Juizado Especial Cível, na Gávea, Zona Zul do Rio de Janeiro, e não cabe recurso.

Fonte: Varela Notícias