Os sindicatos que representam os funcionários dos Correios decidiram acatar a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e determinaram o fim da greve dos Correios a partir das 22h desta terça-feira, 22. Categoria estava em greve desde o dia 17 de agosto

A informação foi confirmada pela direção da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect). A Federação chegou a orientar que os sindicatos mantivessem a paralisação mesmo com a decisão da Justiça. No entanto, a Fentect voltou atrás e resolveu cumprir a determinação do TST.

Em caso de descumprimento da decisão do TST, uma multa diária de R$ 100 mil seria cobrada, os funcionários terão os pontos no trabalho cortados e há a possibilidade de que seja considerado abandono de emprego.

A greve foi deflagrada em protesto contra a proposta de privatização da estatal e pela manutenção de benefícios trabalhistas. Segundo a entidade, foram retiradas 70 cláusulas de direitos em relação ao acordo anterior, como questões envolvendo adicional de risco, licença-maternidade, indenização por morte e auxílio-creche, entre outros benefícios.

Fonte: Metro 1