Após passar pelas principais vias do Mangalô, pela Baixa da Candeia e pela Vila São Pedro, o Mutirão de combate à Dengue, Zika e Chikungunya chega, nesta segunda-feira (14), à Baixa do Corte e ao Águas do Viver.

A partir das 8h, equipes do setor de endemias, com o apoio de representantes das associações de moradores, estarão nas localidades, com o apoio de caminhões, caçambas e retroescavadeiras, para a coleta e destinação correta de latas, garrafas, pneus, vasos e similares. A orientação é que os moradores separem do lixo orgânico esses materiais, acondicionando-os para o recolhimento pelo maquinário na segunda-feira.

A ação, que acontece, este ano, em novo formato, sem mobilização popular nas ruas, devido à pandemia do coronavírus, tem como objetivo eliminar criadouros positivos do mosquito Aedes aegypti, transmissor de arboviroses. Como parte da estratégia, profissionais realizam, além do “faxinaço” – com coleta em massa de materiais inservíveis – também a pulverização espacial de inseticida nos bairros.

Segundo Danilo Jefoni, da Comissão Interinstitucional de Combate à Dengue, a partir de ações intersetoriais, que envolvem o trabalho dos agentes, a destinação correta de resíduos, o saneamento, a educação em saúde e a sensibilização dos moradores, é possível contribuir significativamente para a redução dos índices de infestação do mosquito vetor. Um novo mutirão será realizado, ainda esta semana, na Praça Santa Isabel.

Confira as ruas da Baixa do Corte que o maquinário percorrerá nesta segunda-feira (14):
– Rua Baixa do Corte;
– Travessa João Amorim;
– Apolônio Pita;
– Marechal Aristóteles Souza Dantas;
– 15 de novembro (até a Tv. João Amorim).

Acompanhe também as vias por onde passarão os caminhões e retroescavadeiras no Águas do Viver, também dia 14:
– Ruas A, B, I, J,L e H;
– Praça do Águas do Viver.