Paulo Carneiro, presidente do Vitória, foi multado em R$21 mil, além da suspensão de 135 dias, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva. A medida foi tomada diante a ameaça feita pelo presidente à arbitragem e ao meia do Ceará, Vina, na última partida entre os times, em 26 de agosto.

Anteriormente a decisão ele já estava suspenso preventivamente. Com isso, os dias cumpridos foram abatidos, o que resulta em um gancho de 121 dias a partir de agora.

Paulo Carneiro assistiu parte do jogo contra o Ceará na beira do campo, no qual é uma atitude não permitida pela CBF.

Ele foi enquadrado por descumprir a diretriz técnica ao não utilizar máscara, invasão de campo e ameaça ao atleta do Ceará. Logo, o presidente do Leão está impedido de frequentar os jogos do Vitória e de representar o clube. No entanto, a decisão cabe recurso.

A decisão já tem validade imediata, mas cabe recurso.

Fonte: Bahia Notícias