O atacante Marinho, atualmente no Santos e ex-Vitória, foi vítima de uma fala racista de um comentarista esportivo após a partida da úlitma quinta-feira (30), quando o alvinegro praiano perdeu para a Ponte Preta e foi desclassificado no Campeonato Paulista.

O Santos perdeu pelo placar de 3×1, Marinho foi o autor do gol santista, mas foi expulso no final do primeiro tempo após receber o segundo cartão amarelo por deixar o braço no rosto do jogador da Ponte Preta. O jogador acabou sendo bastante criticado após a partida, e um comentarista acabou proferindo uma frase racista ao falar do jogador.

“Você é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo uma semana para pensar sobre o que você fez”, disparou Cheff Benedetti.

Após o episódio, Marinho se posicionou em sua conta oficial do Instagram, apareceu chorando em vídeos publicado nos stories e afirmou que a Justiça não pune os responsáveis por episódios como esse.

“Quando acontece com a gente, a gente sente mais. E eu brigo toda hora. Por isso brigo pela causa, porque quando passamos na pele é horrível. E não podemos deixar isso passar. Eu sei quem eu sou, sei o valor que tenho. E aí, eu fico pensando, porque antigamente eu não tinha voz ativa, aí passavam despercebidas todas essas coisas (…). E a justiça não pune esses caras preconceituosos, vermes”, disse o jogador.

O comentarista também se pronunciou em sua conta oficial do Intagram, se desculpando e afirmando que já conversou com Marinho.

Fonte: Varela Notícias