Após o goleiro Bruno Fernandes, ex-Flamengo ser contratado para compor o time de futebol Rio Branco, do Acre, a técnica do time feminino, que havia sido contratada no início do ano, pediu demissão do time e explicou a situação em uma postagem feita numa rede social.

“Não questiono e nem tampouco julgo suas decisões, mas preciso respeitar a minha história e minhas crenças de que educamos pelo exemplo, e no esporte de rendimento, atletas são figuras públicas, e socializam e influenciam comportamentos, e meu humilde entendimento é que essa oportunidade dada ao Goleiro Bruno, em nossa amada equipe, legitima a ineficiência das leis em nosso país, socializa ainda mais a impunidade aos feminicidas”, desabafou.

Além do desligamento de Rose, o Rio Branco-AC perdeu seu único patrocinador após anunciar a contratação de Bruno Fernandes. O goleiro Bruno foi condenado a homicídio triplamente qualificado, pela morte da modelo Eliza Samudio, em 2010, com quem teve um filho.

Fonte: Varela Notícias