O Atlético de Alagoinhas botou um pé na grande final do Campeonato Baiano. Após começar perdendo para a Juazeirense, na noite desta quarta-feira, 29, o Carcará virou a partida alcançando o placar elástico de 4 a 1, praticamente assegurando vaga na grande decisão do estadual.

Vendo o Cancão de Fogo abrir o placar logo no início da partida, finalizada com o gol contra do zagueiro Saulo, o Atlético, em apenas sete minutos, virou a partida no Adauto Moraes e praticamente administrou o resultado.

Sob o comando de Agnaldo Liz, na beira do gramado, e do atacante Magno Alves dentro das quatro linhas, autor do gol de empate, aos 33 da primeira etapa, o clube, que está 100% de aproveitamento desde o retorno ao futebol – três jogos e três vitórias -, umas delas contra o Bahia, em Pituaçu, estabeleceu a primeira derrota do Cancão, em Juazeiro desde 2018. Edílson, aos 35 minutos do primeiro tempo, colocou o Carcará na frente do placar.

Na segunda etapa, Lucas, aos 37 minutos, e Dedeco, aos 44, deram números finais a partida. Com boa vantagem para o confronto do próximo dia 2, no Estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas, o clube poderá avançar para sua segunda final de estadual da história até mesmo com um empate. Coisa que não acontece desde 1973, quando o Carcará foi vice para o Bahia.

Fonte: A Tarde