O governador Rui Costa (PT) afirmou que o Brasil ocupa hoje o “vergonhoso” posto de segundo país do mundo com mais mortes por Covid-19 porque debochou da gravidade da doença desde o início da pandemia. Até agora, o país soma mais de 64 mil óbitos e 1,6 milhão casos em decorrência da doença –os EUA, que lideram o ranking, registram 129.576 mortes e 2.841.906 infectados.

As declarações do governador foram dadas na manhã desta segunda-feira (6), em uma entrevista coletiva no município de Rafael Jambeiro, onde inaugurou obras em uma rodovia.

“Acho que o Brasil errou muito no enfrentamento do coronavírus. Não é à toa que o Brasil está em segundo lugar em número de mortes, segundo lugar em número de contaminados no mundo. Nós não somos a segunda população do mundo, o que mostra que alguma coisa está errada”, disse o governador.

Sem mencionar nomes, Rui Costa voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro (sem parido), cuja conduta vem sendo a de minimizar a letalidade da crise sanitária. Ao lançar mão de uma metáfora, o governador disse que, numa guerra ou no esporte, quando se menospreza um adversário, é alto o risco de se “perder a batalha”.

“Toda vez que você faz deboche, brincadeira do adversário, você sofre um sério risco de perder a batalha, de perder aquele enfrentamento que você está tendo. E o Brasil brincou, fez deboche com o vírus, disse que era uma ‘gripezinha’, minimizou, e hoje nós pagamos um preço muito alto. Daqui a pouco, estamos com 70 mil mortos no Brasil, infelizmente, segurando o título vergonhoso de vice-campeão de mortes. É um triste título que o Brasil carrega, e não sabemos até onde isso vai parar”, lamentou o governador.

Fonte: Bahia.ba