A atriz Regina Duarte não é mais a secretaria especial de Cultura do Brasil. Hoje, em anuncio nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a decisão.

“Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, escreveu.

Para o posto, está cotado o ator Mário Frias, que recebeu elogios do presidente da República e seus apoiadores.

Durante sua gestão na pasta, Regina foi duramente criticada por colegas por, entre outras coisas, não anunciar nada para a classe durante a pandemia do novo coronavírus.

Fonte: Agência Brasil