Justiça eleitoral proíbe Teobaldo de fazer propaganda eleitoral em Lauro de Freitas

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) proibiu o pré-candidato à prefeitura de Lauro de Freitas e empresário Teobaldo Costa (DEM) de “distribuir bens ou vantagens pessoais de qualquer natureza” na cidade.

O pedido foi feito pelo PCdoB de Lauro de Freitas, com a justificativa de que Teobaldo teria distribuído alimentos na cidade com finalidades eleitoreiras, o que configura abuso de poder. Segundo o documento, o pré-candidato “utilizou-se de instrumentos controversos para fazer crescer sua popularidade no Município de Lauro de Freitas”.

Na decisão, o juiz da 180ª zona eleitoral de Lauro de Freitas, Ivan Figueiredo Dourado, escreveu que “não é razoável admitir que um pré-candidato realize ações que não são permitidas nem no período de efetiva campanha eleitoral, a exemplo da distribuição de alimentos ou qualquer outro benefício aos eleitores, o que, no caso em tela, pode representar vantagem indevida e antecipada ao Representado, em afronta ao princípio da isonomia entre os candidatos”.

O pré-candidato é acusado, ainda, de realizar campanha eleitoral antes do período permitido por lei, que será a partir de 16 de agosto. Caso queira se defender, a justiça concedeu um prazo de cinco dias.

Fonte: Varela Notícias