Alagoinhas: Governo Joaquim Neto perde maioria na Câmara de Vereadores; Gode e Pastor Lins integrarão Oposição

Os vereadores Pastor Lins e Gode estão oficialmente na oposição. Na tarde de hoje(10), após a sessão na Câmara Municipal, os dois edis se reuniram com o restante da bancada oposicionista, os vereadores Thor de Ninha, João Henrique Paolilo, Luciano Sérgio, Darlan Lucena, Luciano Almeida, Caio Ramos e Anderson Baqueiro para tratar das estratégias de atuação da oposição daqui por diante na Casa Legislativa.

Após a ida dos dois vereadores, a oposição passa a ter oficialmente a maioria na Casa. Essa superioridade no plenário se estende agora para comissões importantes. A CCJ, por exemplo, única comissão com força de barrar matérias do executivo, que é presidida pelo governista Juraci Nascimento, agora passa a ter maioria oposicionista, com Anderson Baqueiro, relator e Gode como membro. Ou seja, na conjuntura atual, nada chega ao plenário sem a anuência da Oposição, a menos que o presidente da Câmara, Roberto Torres, imponha urgência na votação da matéria.

A situação do Governo Joaquim Neto, após a derrota na votação do pedido de empréstimo de R$15 milhões na sessão da última quinta-feira (05), preocupa aliados. Na sessão de hoje, da bancada situacionista, apenas o vereador Duy do Frango compareceu e, apesar disso, não ficou até o final. Para a oposição, este é um sinal de que a bancada de sustentação do Governo ainda não superou a derrota na votação e está atordoada.

A oposição, que já conta com a maioria numérica, 9 vereadores, pode contar com reforços nos próximos meses. Conforme o News Infoco apurou, grupos políticos de oposição a Joaquim Neto tem feito propostas tentadoras aos remanescentes da base. A intenção é que a bancada de oposição alcance os 2/3 da Casa(12 vereadores), inviabilizando qualquer movimento do Governo na Casa.

Fonte: News in foco