O clima esquentou durante reunião de pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), na Câmara de Vereadores de Simões Filho (BA), na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O vereador Adaílton Caçambeiro (PRP), teria agredido com socos o colega Luciano Almeida (MDB). Os vereadores estavam reunidos para fazer análise, discussão e posterior elaboração do parecer referente as contas da Prefeitura Municipal de Simões Filho, relativas ao exercício de 2017, da gestão do prefeito Diógenes Tolentino.

De acordo com as primeiras informações, o embate na Casa de Leis começou quando Adailton e Luciano se desentenderam e começaram a discutir. A motivação da briga seria uma disputa de espaço por reduto eleitoral.

Durante a discussão, Adailton partiu para cima de Luciano, que desequilibrou-se e caiu. Ao se levantar, Luciano tentou reagir, mas foi contido pelo vereador Eri Costa (DEM), que ajudou a separar a briga. Momentos depois da confusão, o caso viralizou nas redes sociais. Uma foto de Luciano está circulando no WhatsApp.

O caso deve ser registrado na Delegacia da Cidade.

O SIMÕES FILHO ONLINE tentou entrar em contato, por telefone, com os vereadores, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria. Ainda não se sabe se será aberto algum processo no Conselho de Ética da Casa.

Reunião de Comissão de Constituição e Justiça

A Comissão de Constituição e Justiça tem a competência de apreciar todos os projetos que tramitam na Câmara, antes que eles sejam votados em Plenário pelos vereadores. A Comissão avalia os aspectos constitucional, legal e jurídico das proposições. Além disso, emite parecer sobre matérias relativas à organização do município; perda de mandato de vereador; renúncia de vereador; direitos e deveres do mandato parlamentar; afastamento do prefeito e vice-prefeito, e ainda, aprecia pedidos de instauração de processo nos crimes de responsabilidade praticados por autoridades.

Fonte: Simões Filho Online