Vereadores da base do governo Catuense, sendo eles Marcelo Calazans sendo este presidente da Câmara de Vereadores, Denize da Paróquia, Paulo de Cacinho, Professor Seles, Enéas Medeiros, Rubens de Pau Lavrado, Cezar Lima, Pró Dilza, João do Ônibus, Márcio Damasceno, apresentaram uma representação junto ao Ministério Público da Bahia (MP), pedindo a prisão da vereadora Clara Sena, por ter cometito “Usurpação do Poder”.

Após votarem contra pela segunda vez, sobre a abertura de uma CPI para investigar o contrato do município e a Coofsaúde, que recebeu mais de 42 milhões dos cofres públicos, segundo os vereadores da base, Clara estaria “Roubando” o papel do Ministério Público, porque a mesma teria orientado nas suas redes sociais, que os catuenses que estiverem insatisfeitos com a situação da saúde e com a falta de fiscalização da câmara, poderiam fazer contato com o órgão fiscalizador.

Nesta terça-feira (15), Clara recebeu o apoio de amigos e familiares na câmara, ainda nessa noite a vereadora publicou uma nota, onde em um trecho diz “Dez vereadores, que entram para a história do município, de forma vexatória e desprezível, como os primeiros que pediram a prisão de uma colega por exercer a sua função.

Do Portal Alagoinhas News