O Vitória terminou a 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B com dois pontos acima da zona de rebaixamento. O time baiano jogou na última terça-feira (03) contra o Vila Nova, em Goiânia, e venceu a partida por 2×0 com dois gols de Wesley. Com a finalização da rodada no sábado (07) o rubro-negro conseguiu se manter na 14ª colocação, com dois pontos a mais que o Figueirense, primeiro time do Z4.

O cenário é animador, apesar dos três empates seguidos em casa pelo placar de 0x0, o time baiano mostra evolução nos quesitos técnicos e táticos, e isso se comprova com os números: apenas um gol sofrido nos últimos sete jogos (gol contra de Everton Sena na partida contra o Coritiba) e um sequência de sete jogos sem perder (quatro empates e três vitórias). Apesar dos bons números em relação à defesa e aos resultados, o poder ofensivo da equipe não foi satisfatório, fazendo apenas seis gols nas últimas sete partidas, uma média menor que um gol por jogo.

A sequência invicta do time baiano deu início no trabalho do técnico Carlos Amadeu (que substituiu Osmar Loss demitido após a derrota para o Brasil de Pelotas-RS) e logo em sua estréia venceu o Paraná jogando no Barradão. A partir de então o Leão da Barra passou por uma sequência muito forte de jogos após o triunfo fora de casa contra o CRB, foram seis jogos num intervalo de 17 dias, jogando basicamente de três em três dias. Amadeu defendeu que o desempenho do time, principalmente jogando em seus domínios, não foi o melhor possível por causa do desgaste físico que tiveram os atletas, agora o time terá 11 dias para se preparar para enfrentar o Guarani, no sábado (14), às 16h30, no Barradão.

Fonte: Varela Notícias