Um acusado de cometer mais de 30 assassinatos na Região Metropolitana de Salvador (RMS) foi localizado na manhã de hoje (17) em Alagoinhas, centro-norte do estado, e morreu após confronto com a Polícia Militar. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado (SSP-BA), Wedson Johnson Schimanki Alves, de 19 anos, postava fotos armado nas redes sociais e cometeu o primeiro assassinato aos 13 anos de idade.

Recentemente, de acordo com a pasta, ele ironizou a notícia de que o município de Madre de Deus estava havia um ano sem registros de homicídios, ao comentar em uma postagem feita pela prefeitura da cidade nas redes sociais.

Wedson estava escondido em Alagoinhas com Luan Tiago Santos Damasceno, apontado como seu comparsa. De acordo com a SSP-BA, após denúncia anônima e ações de inteligência, a dupla foi localizada e entrou em confronto com equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Litoral Norte. Eles foram baleados e não resistiram aos ferimentos.

Com a dupla, foram apreendidos dois revólveres calibre 38, munições, dois tabletes de maconha, 58 trouxas da mesma erva, uma balança, R$ 15 em espécie e um documento falso com nome de Lucas, que era usado por Wedson.

Fonte: Metro 1