A empresa responsável pela coleta de lixo na cidade de Alagoinhas, a Naturalle, voltou atrás e não irá mais demitir funcionários. A informação foi obtida pelo site News Infoco e confirmada pelo secretário municipal de governo Gustavo Carmo.

Ao todo 31 funcionários seriam demitidos pela empresa num processo de corte de pessoal. A noticia repercutiu mal. Nesta quinta-feira (08), durante sessão na Câmara de Vereadores, os vereadores Pastor Lins, Anderson Baqueiro e Luciano Almeida discursaram em defesa destes funcionários, alguns com mais de 20 anos na área de coleta de lixo.

Ainda na sessão, o vereador Pastor Lins afirmou que o governo municipal desconhecia a decisão da empresa em promover cortes no quadro de pessoal. Hoje (09) pela manhã, durante o programa Primeira Mão, o assunto foi abordado e foi cobrada da prefeitura uma postura mais ativa em defesa dos trabalhadores e na fiscalização da prestação de serviço executada pela Naturalle que não vem agradando a população de Alagoinhas.

Nas primeiras horas da tarde desta sexta-feira, o site News Infoco apurou que o prefeito Joaquim Neto cobrou da empresa a não demissão destes funcionários. Após a intervenção do prefeito, a empresa sinalizou com a readmissão destes trabalhadores.

Fonte: News in foco