O empresário Eike Batista teve a prisão temporária revogada pela desembargadora federal Simone Schreiber, do TRF-2 (Tribunal Regional Federal da Segunda Região), neste sábado (10) após pedido de habeas corpus solicitado pela defesa.

Eike foi preso pela segunda vez pela Polícia Federal, durante a Operação Segredos de Midas, no último dia (8).

Na decisão, a desembargadora diz que a prisão “viola a Constituição Federal, em especial quanto aos princípios da não autoincriminação e da presunção de inocência”.

O empresário foi liberado na manhã deste domingo (11).

Fonte: Varela Notícias