Onze recém-nascidos morreram após contraírem infecção bacteriana em hospital

Onze recém-nascidos morreram na semana passada na maternidade do Nacional Kenyatta (KNH), em Nairóbi, o maior hospital público do Quênia, após serem infectados por uma bactéria chamada “Klebsiella”, que é resistente aos antibióticos.

De acordo com o G1, a Klebsiella pneumoniae vive no aparelho digestivo, embora seja encontrada em qualquer lugar do meio ambiente e no intestino de muitos seres vivos. Entre os fatores de risco para contraí-la está a prematuridade, por isso as unidades de neonatologia são espaços nos quais é frequente a detecção de focos.

Ainda segundo a nota, uma inspeção na terça e na quarta-feira passadas mostrou que não há berços para todos os recém-nascidos e é preciso colocar mais de um bebê por unidade, um fato que aumenta o risco de contrair infecções, segundo as fontes.

Fonte: Bahia Notícias