Mais duas submetralhadoras foram apreendidas pela Polícia Militar em Feira de Santana durante uma ação que desmontou uma fábrica clandestina de armas artesanais. É a terceira apreensão de submetralhadoras somente nesta semana e a quinta em menos de dois meses.

A apreensão aconteceu na tarde desta quinta-feira (4), no conjunto Liberdade, região do bairro Tomba, por policiais militares do Pelotão de Emprego Tático Operacional 01 (Peto) da 67ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM).

Ao Acorda Cidade, o Tenente Sampaio relatou que a equipe obteve a informação, através do setor de Inteligência da PM, de que havia uma fábrica clandestina no bairro, e ao realizar rondas pela Rua Graciane Dias, avistou um homem de prenome Robson, na varanda de uma residência, manuseando um objeto.

Os policiais realizaram a abordagem e constataram que o objeto tratava-se de um carregador de submetralhadora. Uma mochila que estava ao lado dele também foi revistada e nela foram encontradas as duas submetralhadoras de fabricação caseira, mais dois carregadores com capacidade para 30 munições calibre 9mm, seis munições de calibre 9mm, uma furadeira, uma lixadeira e várias ferramentas.

“O destino das armas é o mercado negro, seriam vendidas para traficantes, mas ele não especificou quem era o comprador. É uma arma de grande poder de perfuração, 9 milímetros, atira de 300 a 600 projéteis por minuto e vai de encontro a tudo que a gente combate, crimes violentos letais intencionais, crimes violentos contra o patrimônio e por isso a 67 está batendo firme na repressão a esse tipo de crime”, declarou o tenente em entrevista ao Acorda Cidade.

De acordo com a polícia, tudo leva a crer que Robson estava em uma fábrica clandestina de armas artesanais. Todo o material apreendido e o homem foram apresentados na Central de Flagrantes do Complexo de Delegacias de Feira de Santana, no Sobradinho.

Fonte: Acorda Cidade