Uma longa história, iniciada há mais de quatro anos, terminou no dia 31 de maio com prejuízos para a Prefeitura de Alagoinhas e habitantes de áreas carentes da cidade, que precisam de melhorias sanitárias para viverem com mais qualidade.

Quatro convênios, no valor total aproximado de R$1.800.000,00, assegurados pelo deputado federal Paulo Azi junto à Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), em 2015, foram cancelados por meio da portaria nº 4749, assinada por Ronaldo Nogueira, presidente da instituição federal.

PORTARIA FUNASA

Segundo o deputado federal Paulo Azi, o ano de 2015 marcou o início de seu trabalho para a formalização dos convênios.

Em 2017, ele conseguiu manter a garantia dos repasses para a Prefeitura de Alagoinhas. “A administração municipal não apresentou os projetos necessários para a liberação dos recursos no tempo correto e a portaria do dia 31 de maio cancelou os empenhos inscritos em restos a pagar”, afirmou o parlamentar, acrescentando “que famílias mais carentes que seriam beneficiadas ficarão sem as obras constantes nos convênios”.

Três convênios tinham saldos inscritos em restos pagar no valor unitário de R$450.000,00, totalizando R$1.350.000,00.

Print da tela da Coordenação- Geral de Convênios da FUNASA mostra um convênio no montante de R$402.300,00.

Fonte: Alagoinhas Hoje