A Bahia pode ficar de fora da reforma da Previdência proposta pelo governo federal. Outros estados nordestinos governados pela oposição a Jair Bolsonaro, como o Rio Grande do Norte e Pernambuco, comandados por Fátima Bezerra (PT) e Paulo Câmara (PSB), respectivamente, também não seriam incluídos.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de São Paulo, o motivo seria que a reforma valeria inicialmente para os estados mais endividados. Dessa forma, entrariam os estados da região Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás, Acre, Alagoas e São Paulo. A sugestão foi apresentado por especialistas ao relator do projeto, Samuel Moreira (PSDB-SP).

O governador Rui Costa apoia o projeto, mas é crítico a quatro pontos: as alterações no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural, a intenção de desconstitucionalizar o texto e a criação da capitalização.

Fonte: Varela Notícias