Agentes da 2ª CIMP (Barbalho) resgataram, na noite deste segunda-feira (3/6), um bebê, que havia sido abandonado na Rua Barão do Desterro, em Nazaré. De acordo com o estudante Emanuel Santos, que flagrou o exato momento do resgate da criança, o bebê foi deixado enrolado num lençol próximo à Escola Técnica da Bahia, por volta das 21h. Populares que passavam pelo local avistaram a criança e acionaram a Polícia Militar.

Os agentes acolheram o bebê e o levaram para a Unidade de Pronto Atendimento dos Barris. Curiosamente, minutos após o resgate da criança, uma mulher de prenome Gabriela chega ao local e se diz mãe do bebê.

Visivelmente emocionada, a mulher alega que deixou a criança em frente à casa de um conhecida e teria tomado a atitude após um desentendimento com o companheiro. Ela conversa com o estudante Emanuel Santos e tenta se justificar. “Eu fiz isso porque queria protegê-la de meu marido, ele estava muito nervoso, pensei que ele ia fazer alguma coisa de mal à criança”.

Em seguida, o companheiro chega ao local e parece ‘atordoado’. “Eu a vi saindo com a criança, mas pensei que ela ia dar uma volta. Aconteceu isso aí”, explicou o homem.

Em nota encaminhada ao Aratu On, a PM informa que “após o resgate, a garotinha de um mês e oito dias foi levada até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris, onde o bebê foi atendido e constatado que se encontrava bem de saúde. Durante a estada na emergência, um casal que chegou ao local portando uma certidão de nascimento assumiu a paternidade da criança. A lactante foi levada para uma organização não governamental. Já o casal foi apresentado à Delegacia Especializada de Repressão a Crime Contra Criança e Adolescente (Derca) para adoção das medidas cabíveis. A Polícia Civil investigará o fato”.

Fonte: Aratu Online