O presidente do Brasil Jair Bolsonaro participou de uma entrevista no programa The Noite, da emissora SBT, na quinta-feira (30/5).

Durante a entrevista, Bolsonaro foi questionado sobre a sua saúde e se ele se incomodava com vídeos e dúvidas sobre quais foram os pontos em que a faca perfurou. De imediato, o presidente levantou a camisa e mostrou a cicatriz.

Ainda durante a entrevista, o presidente defendeu o decreto para porte de armas assinado por ele em 7 de maio. Afirmou que o desarmamento de cidadãos desarmados aumentam a violência. Quando questionado se voltaria atrás se houver 1 aumento do número de mortes, respondeu que “vou querer saber se são pessoas de bem que estão morrendo ou bandidos. Se é marginal, tem que liberar mais armas ainda”.

Jair Bolsonaro também afirmou que, desde a assinatura do decreto que flexibiliza a posse de armas de fogo, em janeiro, o “número de homicídios diminuiu em torno de 24%”. “Se foi por causa disso, eu não sei. Mas, se tivesse aumentado, a culpa era minha”, disse. O presidente ainda defendeu que as pessoas que tem armas estão mais seguras.

“O direito à propriedade privada é inerente à democracia. A minha casa, com todo o respeito, você só vai entrar se eu quiser. Como você garante que ninguém vai entrar na sua casa e fazer uma barbaridade com a sua família? Tendo uma forma de reagir”, enfatizou.

Fonte: Aratu Online