Tentativa de assalto a Casas Bahia termina com um bandido morto, mulher presa e outro baleado em Simões Filho

Uma tentativa de assalto com reféns terminou com um bandido morto, uma mulher presa e outro baleado dentro da loja de eletrodomésticos Casas Bahia, que fica localizada na Avenida Rui Barbosa, no Centro de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O episódio aconteceu por volta das 14:30h desta quarta-feira (08/05).

De acordo com as primeiras informações enviadas a redação do SIMÕES FILHO ONLINE, um grupo armado formado por dois homens e uma mulher invadiu o estabelecimento comercial no centro da cidade. O objetivo do bando era levar o dinheiro do Banco Bradesco, correspondente que fica dentro das Casas Bahia.

Segundo testemunhas, os criminosos estavam bem vestidos, e entraram na loja sem levantar suspeita. Se misturaram a dezenas de clientes que aguardavam para pagar as contas e rapidamente anunciaram o assalto.

No momento da ação, pessoas que estavam na fila correram. A ação dos bandidos foi interrompida após um dos clientes acionar policiais militares que chegaram rapidamente ao local. Na troca de tiros, dois suspeitos foram baleados, um deles não resistiu e morreu. Uma mulher  identificada como Rafaela Cássia de Oliveira, que também participou do assalto acabou sendo presa em flagrante.

O reforço foi chamado e agentes da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) rapidamente cercaram a loja e levaram o segundo suspeito baleado ao Hospital Municipal de Simões Filho. Ele foi identificado como Deivison Jesus dos Santos e não corre risco de morte.

Em nota, a PM confirmou a veracidade do caso e disse que os clientes e funcionários foram retiradas da loja com segurança, tendo os policiais continuado o confronto no primeiro andar do prédio.

“Ao chegar na loja encontramos eles na parte superior. Após negociação, liberamos funcionários e clientes. Em seguida, um deles tentou fugir atirando e houve o revide”, contou o tenente Everton Jorge Bastos de Andrade, da 22ª CIPM.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), os reféns foram liberados por volta das 15h, sem ferimentos.

No local onde ocorreu a ação criminosa sempre há uma grande concentração de vendedores ambulantes e transeuntes. Os disparos provocaram pânico e correria no local e fez o comércio baixar as portas por alguns minutos. “Foi desespero total. Eu estava passando em frente. Eu corri, e graças a Deus e o trabalho eficiente da PM nenhum inocente se feriu”, contou a estudante Elaine Silva, ao SIMÕES FILHO ONLINE.

Dois revólveres calibre 38 foram apreendidos e encaminhados juntamente com os acusados para a 22ª Delegacia Territorial (DT) do município.

NOTA DAS CASAS BAHIA

Por meio de nota enviada ao SIMÕES FILHO ONLINE, a Casas Bahia confirmou a tentativa de assalto e disse que não houve registro de clientes e colaboradores feridos. A empresa também disse que os serviços na unidade voltarão a funcionar na quinta-feira (9/05).

OUTRO CASO NO MESMO LOCAL

No dia 8 de novembro de 2017, um vendedor ambulante morreu e um homem ficou ferido nas costas após serem atingidos por balas perdidas durante uma tentativa de assalto a loja Casas Bahia, no centro de Simões Filho. O trabalhador identificado como Anderson da Silva Portela, 22 anos, entrou para uma estatística cruel em Simões Filho.

Na ocasião, a PM informou que um grupo formado por seis homens e uma mulher invadiram a loja localizada na Avenida Rui Barbosa. Após denúncias de populares, um pelotão de moto, juntamente com guarnições do centro, chegou no local exatamente no momento em que os bandidos estavam saindo da loja, e ao avistarem a polícia, os indivíduos efetuaram vários disparos contra os agentes. A PM informou que devido à grande quantidade de pessoas presentes na calçada não revidou a ação e chamou reforços das guarnições da Pelotão de Emprego Tático Operacional – PETO e Ronsdesp.

Ainda segundo informações da PM, os disparos efetuados pelos bandidos acabaram acertando dois trabalhadores. Entre eles, Anderson da Silva Portela, 22 anos, morador do Bairro Km 30, que não resistiu ao ferimento, vindo a óbito.

Fonte: Simões Filho Online