“Ela chegou golpeando, não sou talarica, não roubei namorado de ninguém”, diz Negra Japa; veja vídeo

A dançarina da banda La Fúria Elizabete Gonçalves, conhecida como Japinha Negra Japa, quebrou o silencio e resolveu se pronunciar, neste domingo (21/04), após ter sido esfaqueada na última terça-feira (16/4), por uma mulher, que segundo ela, a atacou por ciúmes. O caso aconteceu no bairro de Itapuã em Salvador. A dançarina segue internada no Hospital Municipal de Salvador.

Negra Japa divulgou um vídeo em seu perfil do Instagram, explicando que conheceu um homem, com quem estava no dia do ocorrido, em um aniversário, dias antes. “Estávamos entre amigos e eu conheci essa pessoa, que se dizia solteira e desimpedida. Continuamos conversando e marcamos de sair na segunda. Passamos o dia bebendo e fomos pra casa dele”, conta.

A dançarina explicou que na manhã da terça-feira (16), Driele Gomes, que se dizia ‘mulher’ do rapaz, invadiu o apartamento e começou a esfaqueá-la. “Ela [Driele] já chegou puxando meu cabelo, me chamando de talarica, dizendo que eu sabia que ele tinha namorada. Depois me deu uma facada nas costas”, disse.

A dançarina garante que o rapaz relatava ser solteiro e que precisava esclarecer toda a situação. “Ele disse ser solteiro tenho print e conversas. Ele disse que tinha terminado um relacionamento recente de três meses. Então eu achei que se ele era solteiro e eu era solteira, não vi nada demais a gente sair, beber e curtir juntos. Ele falava, em todas as conversas que ele tinha terminado recentemente e não estava mais no relacionamento. Venho esclarecer isso para vocês. Não roubei namorado de ninguém. Não conhecia ele, conheci ele nessa festa”, contou.

“Eu não roubei o namorado de ninguém, não sou talarica”, desabafou.

ASSISTA VIDEOS:

~

Fonte: Simões Filho Online



Fonte: Sim