Vítima da tragédia em Suzano chegou ao hospital com machado cravado no peito

Entre as vítimas do episódio da escola Raul Brasil, na cidade de Suzano, na Grande São Paulo, uma chegou a uma unidade de saúde com um machado cravado no peito. A informação foi confirmada pelo médico Alcelino Mattos, que integra a equipe do hospital Santa Maria, para onde foram levadas algumas das vítimas do atentado.

De acordo com o médico, a vítima é um jovem de 18 anos e estava sentado em um banco no pátio da escola quando foi atingido pela ferramenta. “Ele ficou com o machado grudado no peito e saiu correndo. Chegou aqui no hospital com o artefato ainda pendurado, pedindo ajuda”, contou o médico.

O profissional de saúde informou ainda que o ferimento do jovem não foi o mais grave e que ele não corre risco de morte. “O mais grave foi uma perfuração do tórax, que será submetido à cirurgia”, afirmou. 

Fonte: Bahia Notícias