49 cidades baianas podem sofrer mudança territorial em abril - Portal Alagoinhas News – Últimas Notícias de Alagoinhas-BA e Região

Post Top Ad

terça-feira, março 26, 2019

49 cidades baianas podem sofrer mudança territorial em abril

Quarenta e nove municípios da Bahia podem sofrer mudança de área até o  final de abril devido a projetos de lei que tramitam na Assembleia Legislativa  e delimitam novos limites territoriais em quatro regiões do estado. Os  projetos estão sendo discutidos pela Comissão Especial de Assuntos  Territoriais e Emancipação, que espera aprovar as propostas ainda no mês  de abril e encaminhar para a sanção do governador Rui Costa (PT). Segundo  o deputado Osni Cardoso (PT), presidente do colegiado, já há acordo entre  as cidades para que as alterações sejam feitas. 

As mudanças envolvem as regiões do Centro Sul (21 cidades), Semiárido  (13), Sertão do São Francisco (9) e região metropolitana de Salvador (6). Na  primeira, sofrerão alterações municípios como Poções, Barra do Choça e  Belo Campo. Na segunda, estão na lista Ribeira do Pombal, Santa Brígida e Cícero Dantas, enquanto na terceira estão Juazeiro, Remanso e Casa Nova. No entorno da capital baiana, as alterações vão atingir Candeias, Itaparica, Madre de Deus, Salinas da Margarida, Simões Filho e Vera Cruz.

Contra o tempo
O deputado Osni Cardoso ressalta que há urgência na apreciação dos quatro  projetos por conta do Censo 2020, que está incluso no orçamento da União  para 2019. Com isso, a expectativa é que as mudanças territoriais já tenham sido feitas para que as novas áreas sejam consideradas no levantamento que será feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Vale ressaltar que a população é o que determina o volume de repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para cada cidade. As quatro propostas devem movimentar a Assembleia ao longo desta semana.

Sobra
Sem espaço no primeiro e segundo escalão do governo do estado, os ex-deputados Luiz Augusto e Roberto Britto, ambos do PP, podem ganhar cargos no gabinete da presidência da Assembleia Legislativa. A medida seria um alternativa encontrada pelos caciques do PP para abrigar os ex-parlamentares, que não conseguiram a eleição e tiveram seus nomes recusados pelo governador Rui Costa (PT) para postos no Executivo. Integrantes da cúpula pepista, embora insistam em emplacar a dupla, já admitem que os dois devem mesmo ficar fora do governo. 

Pedra no sapato
Por falar em Roberto Britto, o ex-deputado tem dentro do próprio PP um  adversário na disputa pela Prefeitura de Jequié, em 2020. Trata-se do  deputado estadual novato Zé Cocá, que admite disputar o cargo. O parlamentar foi o mais votado na cidade no ano passado. Britto sonhava com um cargo de destaque no governo para viabilizar seu nome para a corrida.

Bola fora
O cantor e deputado federal Igor Kannário (PHS) cometeu uma gafe ao apresentar  dois projetos de indicação na Câmara. Nos pedidos feitos aos ministérios da Saúde e Educação, o parlamentar  chamou Morro de São Paulo de cidade. Na verdade, Morro, onde o parlamentar curtiu seu pós-Carnaval, é um distrito do  município de Cairu, no Sul da Bahia.

Fonte: Correio
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Portal Alagoinhas News.

Post Bottom Ad