Gusttavo Lima se irrita com fã a quem prometeu cadeira de rodas: 'Não tenho obrigação' - Portal Alagoinhas News - Notícias de Alagoinhas - Bahia e Região

Post Top Ad

segunda-feira, dezembro 03, 2018

Gusttavo Lima se irrita com fã a quem prometeu cadeira de rodas: 'Não tenho obrigação'

Gusttavo Lima não gostou de ser cobrado publicamente por uma fã a quem prometeu, durante um show no último fim de semana, doar uma cadeira de rodas para o filho de 14 anos, que é tetraplégico. Nesta terça-feira (27), Joyce, a fã, usou as redes sociais para reclamar da demora do presente. O cantor, então, colocou as coisas em seus devidos lugares.

“A cadeira para o Brenno vai ser concedida, mas quero deixar bem claro que aqui que temos um tempo certo para fazer as coisas. Não é do dia para a noite que a gente resolve as coisas desse jeito. Nós fizemos o show no sábado, no domingo ninguém trabalha e só tivemos ontem para correr atrás disso”, disse ele, em vídeo.

E prosseguiu: “Eu me sinto bem, feliz em poder ajudar o Brenno. Mas não é desse jeito… Não funciona assim, nessa pressão, indo para a rede social reclamar. Eu não tenho obrigação de ajudar ninguém. O que eu fiz foi de coração, por amor, e eu espero que você entenda isso. Eu nunca me senti tão triste e feliz em poder ajudar alguém e a mãe dessa pessoa querer me colocar como errado, como que eu não quis ajudar, como se eu tivesse prometido e não cumprido”.

“O que foi pedido foi uma cadeira de rodas, não foi dinheiro. Então se você está esperando que eu mande dinheiro: esquece, isso não vai rolar. Brenno, sua cadeira de rodas está chegando, tá, garoto? Espero que você seja muito feliz e que essa cadeira te traga muitas alegrias, que faça a diferença na sua vida. Fico feliz em poder te ajudar”, concluiu.

Joyce também voltou às redes sociais para responder ao cantor. Ela disse que em nenhum momento pediu dinheiro para o artista. “Em momento algum eu pedi dinheiro eu pedi a cadeira que custava R$ 12 mil. Muitas pessoas estão me criticando e falando coisas de mim. Eu não falei em momento algum que fui mal tratada por ele, falei sim que fui pelo segurança dele e alguns da equipe dele. Eu não coloquei pressão para comprar a cadeira até porque ele não tem obrigação alguma de comprar nada para ninguém. Ele fez de coração e porque gosta de ajudar”, escreveu.

Fonte: Metro 1
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Portal Alagoinhas News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Post Bottom Ad