Notificado por desvio de R$ 65 mi, Bacelar afirma estar tranquilo e à disposição do TCM

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) notificou o deputado federal e ex-secretário de Educação de Salvador, João Carlos Bacelar (Podemos), para que manifeste sua defesa no prazo de 20 dias no processo de auditoria que investiga se houve desvio de recursos municipais em convênios firmados com a ONG Pierre Bourdieu no valor de R$ 65 milhões. Após esse prazo, o TCM julgará o caso.

Procurado pela reportagem, João Carlos Bacelar afirmou que soube da notificação a partir do contato do BNews. O deputado pontuou que está tranquilo e acredita que terá argumentos técnicos para para responder às solicitações do Tribunal. 

Bacelar é um dos dez acusados de improbidade administrativa na ação proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE), no dia 3 de maio em decorrência de “desvio de recursos públicos municipais em convênios firmados entre o Município de Salvador, através da secretaria de Educação e ONG Pierre Bourdieu, com interveniência da UNEB, no montante aproximado de R$ 65 milhões”.

Fonte: Bocão News