terça-feira, agosto 07, 2018

Três irmãs morrem afogadas em rio ao tentar salvar a irmã mais nova

 terça-feira, agosto 07, 2018  |  Redação PAN  Brasil

Três irmãs, de 9, 10 e 13 anos, morreram no fim da manhã deste domingo (05) depois de se afogarem ao tentarem salvar a irmã mais nova, de cinco anos, que foi levada pelo rio para um poço. As irmãs estavam brincando em uma região conhecida como Prainha, no Rio São João, em Nova Bandeirantes (a 1011 km de Cuiabá).

A tragédia aconteceu pouco antes das 11h30. Nenhuma delas sabia nadar. Somente a irmã mais nova, que foi a primeira a se afogar, conseguiu sobreviver. O soldado da PM Cassiano Gean contou ao LIVRE que quando a Polícia Militar chegou ao local, as três irmãs já haviam morrido.

“Infelizmente elas entraram no rio para tentar salvar a irmã mais nova, de cinco anos, que foi a primeira que entrou no poço fundo. As outras três foram entrar uma puxando a outra para pegar a irmãzinha, achando que seria raso, e acabaram caindo no poço de aproximadamente quatro metros de profundidade”, contou o soldado.
Ao ver a cena, o pai correu para salvar as filhas. Desesperado, ele conseguiu pegar somente a menina de cinco anos, porém, até mesmo ele acabou afogando abraçado junto à filha. Outra pessoa que viu os sucessivos afogamentos começou a ajudar e conseguiu puxar o pai do buraco.

“Mas as outras três ele não tinha mais fôlego, nem força, para voltar e salvar elas, até porque ele também se afogou”, disse o soldado Cassiano.

Conforme o policial, nenhuma das quatro crianças sabia nadar. Elas estavam brincando em um banco de areia de cerca de 30 metros, onde a água é bem rasa. Ele acredita que a água tenha puxado a irmã menor para o poço, que ficava um pouco a frente.

“A gente não pode falar que foi negligência dos pais, foi um fato lamentável, um acidente, que qualquer outra pessoa que estivesse ali estaria exposto a isso. Ninguém acha que ali é um poço fundo, elas estavam brincando no banco de areia, que se você jogar qualquer coisa na água você vê o fundo, dá um palmo de água. Pela pequenininha ser mais leve, acredito que a água foi levando ela e acabou acontecendo essa fatalidade”, afirmou o policial.

Os pais das meninas ficaram em choque, o soldado Cassiano contou que a mãe, a todo momento, chorava muito e gritava, não acreditando no que estava acontecendo, ela implorava aos policiais que fizessem algo.

“Mas infelizmente a gente não tem uma unidade do Corpo de Bombeiros aqui de prontidão, temos que fazer contato em Alta Floresta, que são duas horas e meia daqui. Então eu, juntamente com o soldado Rodrigo Costa, fiz o possível para ajudar. Um pescador se propôs a mergulhar para encontrar os corpos, a gente autorizou e ele conseguiu localizar as três”, contou o policial.

Os bombeiros não precisaram mais ir até o local, visto que em 40 minutos os policiais e o pescador conseguiram encontrar as irmãs e retirar da água.

“Tentamos fazer a reanimação de todas elas, depois chegou a enfermeira do hospital local, também tentou reanimar, mas, infelizmente, não tivemos êxito”, lamentou o soldado Cassiano.

A menina de cinco anos foi encaminhada junto à mãe – que recebeu atendimento pelo estado em que se encontrava – para o hospital local, visto que estava bastante roxa devido ao afogamento. O pai precisou ficar no local como responsável pelas outras três filhas.

Fonte: O Livre


Publicidade:

Compartilhe a Notícia


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Todos os comentários passam por uma vistoria e só serão aceitos se estiverem cumprindo estas normas; Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.
Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Política de PrivacidadeTermo de Uso
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2018
back to top