Prefeitura de Alagoinhas participa de uma mesa de diálogo sobre racismo ambiental no Encontro Territorial de Inhambupe, neste domingo (15)

Em mais um passo para fortalecer o debate no âmbito municipal e trazer à discussão a questão racial, religiosa, histórica e cultural, a Prefeitura de Alagoinhas participa, neste domingo (15), de uma mesa de diálogo sobre Racismo Ambiental promovida pela Rede Jovem de Candomblé Orooni. O evento, que chega à 11ª edição, começa às 9h deste domingo, na Associação Recreativa Cultural de Inhambupe.

Representando Alagoinhas no cerne das discussões sobre racismo ambiental e sobre a importância dos povos de matriz africana na afirmação da cultura, da religião e do desenvolvimento, a professora Iraci Gama, secretária de Cultura, Esporte e Turismo (SECET), vice-prefeita da cidade, e a diretora municipal de reparação Marizelia Soares compõem a mesa de debate e discorrem sobre ações que dialogam com as comunidades tradicionais e os povos de terreiros.

“A importância é o conhecimento, trazer para Alagoinhas conhecimento, falar sobre o que é o racismo ambiental e, como aqui na cidade, a gente já tem uma rede de racismo institucional, essa rede já vai fortalecer a discussão sobre políticas públicas. Vamos participar da roda de diálogo, dos debates e já vamos fazer a ponte para o próximo encontro territorial, que deverá ser em Alagoinhas”, pontuou Marizelia Soares.

A organização do evento informou que o propósito da ação é fomentar lideranças juvenis para combater o racismo, o ódio religioso e o preconceito. Serão abordados os principais desafios para a preservação de rios e mananciais. Os participantes também poderão acompanhar diálogos sobre a necessidade de conscientização quanto à manutenção das águas e sobre a relação fundamental entre a conservação do meio ambiente e a tradição das religiões de matriz africana.

“Será um encontro importante que deve gerar encaminhamentos positivos para a nossa região e para toda a comunidade”, finalizou a Diretora de Reparação.

Fonte: SECOM PMA