Membro de facção, acusado de cerca de 8 homicídios em Feira tinha função exclusiva de matar, diz delegada - Portal Alagoinhas News - Notícias de Alagoinhas - Bahia e Região

Post Top Ad

domingo, julho 29, 2018

Membro de facção, acusado de cerca de 8 homicídios em Feira tinha função exclusiva de matar, diz delegada

Policiais Civis da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana (DH) prenderam na quarta- feira (25), Danielson da Silva Ferreira, o “Dan”, acusado de praticar cerca de oito homicídios na cidade.

Os crimes foram praticados, segundo a polícia, nos bairros Rua Nova, Jardim Cruzeiro e Barro Vermelho. De acordo com a delegada Ludmila Vilas Boas e Santos, ele também é acusado, de matar o próprio irmão, em 2015, o ex-presidiário John Deus Silva Dias.

“Estamos investigando este cidadão desde 2017 quando na Delegacia de Homicídios chegou a informação de que ele teria assassinado o próprio irmão em 2015, no bairro Jardim Cruzeiro. Nós tivemos dificuldade na elucidação da morte do irmão porque a família foi omissa e não prestou a devida informação para a polícia na época do crime. Começamos a investigá-lo e conseguimos, através do poder judiciário, um mandado de prisão contra ele em razão de outros homicídios que ele possui na DH. Elucidamos o homicídio do irmão dele, em 2015, o de Geferson Duarte dos Santos em 2017, de Jelson de Santana Carvalho, na quadra de Esporte do Viva Portela, no bairro Jardim Cruzeiro. Três dias depois desta morte, ele matou o amigo de Jelson, Gabriel Silva Araújo, também no Jardim Cruzeiro. Segundo informações, Gabriel estava abaixado numa moita fumando maconha, e ele foi por trás e disparou os tiros na cabeça de Gabriel. Depois ele teria matado Marcelo Anjos Adriano, também no Jardim Cruzeiro, e José Wagner de Souza, vulgo Fofinho, na rua Itororó no Jardim Cruzeiro. Ele também é investigado pela prática dos homicídios de Robson Umbelino, na Rua Nova, e Patrícia Santos e Santos, na Rua Nova. Também temos a suspeita de que ele matou Silas Albuquerque, no “Beco de Pona”, em 2017, mas esta informação ainda não está confirmada”, informou a delegada.

A delegada informou ainda que Danielson confessa apenas o assassinato do irmão e que na facção criminosa a qual pertence, ele tinha função de praticar os homicídios.

“Ele atribuiu ao irmão a característica de inimigo mortal. Ao que se sabe ele seria o braço armado de uma facção criminosa, e o perfil dele é tão somente de matador. Danielson dava suporte ao tráfico de drogas no Jardim Cruzeiro, tendo como função exclusiva matar as pessoas que se opunha contra o tráfico de drogas na região. Através de testemunhas e meses de investigação conseguimos chegar até ele. Esse indivíduo é muito temido no bairro Jardim Cruzeiro, tivemos dificuldades de trazer testemunhas dispostas a dizer o que de fato sabem sobre ele. Perceba que quando ele saiu do Jardim Cruzeiro, e passou a morar no Parque Tamandari, os homicídios no Jardim Cruzeiro praticamente cessaram. Danielson era uma peça de importância no tráfico de drogas local, visando assegurar a hegemonia da facção naquela localidade”, declarou a delegada.

Informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Portal Alagoinhas News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Post Bottom Ad