sexta-feira, julho 13, 2018

Ex-professora de Direito se torna prostituta e fatura mais de R$ 5 mil por dia

 sexta-feira, julho 13, 2018  |  Redação PAN  Curiosidade

Por conta do assedio sofrido no local de trabalho, uma mulher decidiu abandonar a carreira de professora de direito e decidiu se tornar “acompanhante de luxo feminista”. Cláudia de Marchi, de 36 anos, atende em Brasília, no Distrito Federal, há dois anos e disse que só aceita homens “com português correto, intelecto de dar inveja” e que já atendeu políticos. Após sair do emprego, Cláudia se separou do marido e disse que iria fazer o que mais gostava: “sexo e ganhar dinheiro”.

Os valores que a acompanhante cobra chegam a ser altos e, segundo ela, podem variar entre R$ 650 a R$ 4.500. “A hora é R$ 650, o pernoite, R$ 4.500, e se ele quiser me levar para jantar, aquela balela além de trepar, mais R$ 1.000. Eu janto sozinha, não preciso de companhia de cara desconhecido querendo fazer o bom moço”, afirma.

 “Já saí com vários políticos, mas nunca candidatos a presidente ou governador, porque é muita exposição para mim. E se o cara for de extrema-direita, da bancada evangélica, ruralista ou da bala, caio fora. (…) Um dia desses, um cara me chamou para tomar um vinho num restaurante. O programa acabou ali mesmo porque ele tentou me convencer que o [Jair] Bolsonaro era legal. Falei: ‘Amigo, depois disso, nem Viagra feminino resolve’”, conta.

Segundo Cláudia, ela costuma aceitar apenas o “básico” na cama e não aceita o cliente não quer beijá-la. “Gosto do básico: sexo vaginal, oral – dar e receber – e anal. Não faço inversões, masoquismo, sufocamento e nem dominação, porque me broxa. Agora, se o cara não quiser me beijar, pode esquecer. Acha que eu coloquei minha boca onde?”, questiona.

Quando questionada o que mais gosta de fazer após o sexo, Cláudia, que está lançando o livro “De encontros sexuais a crônicas – O diário de uma advogada e acompanhante de luxo feminista”, surpreendeu na resposta. “Como bacon. Adoro. Minha mãe, que mora comigo, coloca bacon para mim numa panela sempre que tem cliente em casa. É uma panela que frita sem óleo. Fica bem crocante”, diz.

Fonte: Varela Notícias


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Portal Alagoinhas News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe a Notícia

Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Política de PrivacidadeTermo de Uso
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Todos os Direitos Reservados a Silva Serviços - Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2018
back to top