quinta-feira, março 15, 2018

Salvador: Cinco imóveis são demolidos em área de desabamento em Pituaçu

 quinta-feira, março 15, 2018  |  Redação PAN  Notícias do Estado da Bahia

Cinco imóveis localizados no entorno do prédio que desabou em Pituaçu foram demolidos na manhã desta quarta-feira, 14, por operários Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo. Outros dois imóveis estão em análise e também podem ser demolidos. 

A demolição é uma forma de prevenir outros acidentes como o desabamento do prédio de quatro pavimentos, situado no Alto de São João, ocorrido às 6h10 desta terça, 13, após as chuvas que atingiram a cidade. 

Quatro pessoas da mesma família morreram no desastre e outras três ficaram feridas. As vítimas foram Rosimery Pereira, seus dois filhos, Robert, de 12 anos, e Artur, de 1, e seu irmão Alan Pereira de Jesus. O sepultamento será realizado às 16h desta quarta, no Cemitério Municipal de Brotas.



Já os feridos foram Alex Pereira de Jesus, irmão e tio das vítimas, sua esposa Maria Conceição Bispo de Santos e a filha do casal, Sabrina Bispo de Jesus. Os três foram socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE), de onde Maria e Sabrina já receberam alta. 

Área de risco

Moradores da região disseram à reportagem de A TARDE que a área não oferece riscos às construções e que o acidente foi um caso isolado. “Moro aqui há 30 anos e nunca tinha visto algo parecido. Foi uma fatalidade”, disse o morador Roberto Dias. 

Vizinhos também informaram que o imóvel que desabou foi construído há cerca de dois anos e meio e, até então, não havia passado por chuvas muito fortes. 

Entretanto, após a retirada dos entulhos das demolições, a área será sinalizada e não poderá mais abrigar nenhuma construção. Segundo a Codesal, o local onde estavam as casas já faz parte do perímetro da Área de Proteção Ambiental de Pituaçu.

Todas as famílias que residiam nos sete imóveis (cinco demolidos e dois em análise) serão levadas por volta de 13h30 para dar entrada no pedido de auxílios sociais da Prefeitura. Eles receberão auxílio-moradia no valor de R$ 300 mensais e serão incluídos no programa Minha Casa Minha Vida.

Além destas casas, a Defesa Civil de Salvador (Codesal) interditou mais um imóvel na comunidade, a pedido da moradora Alda Maria de Jesus, de 51 anos. “Quando choveu agora, teve muita infiltração. E há paredes rachadas”, contou a moradora, que vive com o esposo e foi cadastrada para receber auxílio-moradia.  

Além da Codesal e da Sedur, que promove a demolição das estruturas, a Limpurb também está na área para realizar a limpeza e retirada dos entulhos. 

Fonte: A Tarde


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Portal Alagoinhas News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe a Notícia

Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Política de PrivacidadeTermo de Uso
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Todos os Direitos Reservados a Silva Serviços - Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2018
back to top