quinta-feira, agosto 17, 2017

Confronto em presídio na Venezuela deixa 37 mortos e 14 funcionários feridos

 quinta-feira, agosto 17, 2017  |  Redação PAN  Mundo

EFE - Pelo menos 37 pessoas morreram e 14 funcionários ficaram feridos durante um confronto, na quarta-feira (16), na penitenciária de Puerto Ayacucho, capital do estado do Amazonas, no sul da Venezuela, informou nesta quarta-feira (16) o Ministério Público (MP) do país. As informações são da Agência EFE.

"As mortes aconteceram durante a retomada do controle do Centro de Detenção Judicial do Amazonas, na qual ficaram feridos também 14 funcionários", disse o Ministério Público, sem dar mais detalhes sobre o caso.

O governador do Amazonas, Liborio Guarulla, foi o primeiro a denunciar as mortes. Opositor ao governo do presidente Nicolás Maduro, ele classificou o ocorrido como um "massacre" causado pela atuação de uma Unidade Especial do Ministério de Relações Interiores Justiça e Paz, que tentou tomar "à força" o controle da penitenciária.

Uma fonte que soube em primeira mão sobre a operação de retomada do controle do presídio disse à Agência EFE que o confronto começou quando uma comissão formada por membros da Polícia Nacional Bolivariana e da Guarda Nacional Bolivariana realizava uma inspeção.

O número de mortes representa 40% do total de detidos, segundo a mesma fonte.


Publicidade:

Compartilhe a Notícia


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Portal Alagoinhas News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.
Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Política de PrivacidadeTermo de Uso
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Todos os Direitos Reservados a Silva Serviços - Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2018
back to top