Juizado quer identificar 150 mil crianças para carnaval de Salvador


A estimativa é que 150 mil crianças sejam identificadas para o carnaval em Salvador,
informou o Juizado da Infância e da Juventude nesta terça-feira (15).  A
identificação é feita por meio de uma pulseira que é presa no braço das
crianças contendo informações básicas como nome e telefone de contato
em caso de perdas.


De acordo com o juiz Walter Ribeiro Júnior, 340 agentes irão trabalhar
na festa. “Teremos três postos de atendimento, no Pelourinho, em Ondina e
no Campo Grande”, explicou.


Os locais de distribuição das pulseiras de identificação ainda não
foram definidos, no entanto, “o importante agora é falarmos das questões
de conscientização”, pontuou.


“Estamos preparando um esquema com agentes e psicólogos, que irão dar
atendimento às crianças. Mas, antes disso, é importante que lembremos da
importância do diálogo na família. Os pais devem alertar seus filhos
antes da festa para cuidados básicos como evitar ingerir bebidas que não
sabem a procedência e ter cuidados na rua”, disse.


Ele salientou que os 340 agentes terão acesso aos espaços do carnaval,
incluindo camarotes e blocos, para reforçar na fiscalização. “Antes
disso iremos conversar com os organizadores da festa por acreditarmos
que o diálogo é o primeiro passo a ser feito”, pontuou. O juiz disse que
em até uma semana serão divulgados os locais onde os pais poderão
recolher as pulseiras de identificação para as crianças.


Em 2012, foram 29 ocorrências envolvendo crianças. Onze delas estavam
perdidas, duas foram abandonadas, duas vítimas de maus-tratos, duas
entregues ao Juizado e 12 em risco. Deste total, 12 crianças foram
abrigadas, uma advertida e liberada, e 16 entregues à família.

Fonte: G1 BA
Siga o Portal Alagoinhas News no Google Notícias e Instagram para receber as principais notícias do dia em primeira mão.