Em função do déficit habitacional existente no Brasil, o Programa Minha Casa, Minha Vida, sem dúvida, é um dos mais eficientes dos que são desenvolvidos pelo governo Federal, em parceria com os governos estaduais e municipais. O PMCMV é financiado com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS, do Fundo de Arrendamento Residencial – FAR e do Fundo de Desenvolvimento Social, alcançando famílias com renda de até R$ 1.600,00 reais e/ou de até R$ 5.000,00 reais, dependendo do fundo que vai financiar o imóvel. No país já foram milhares de famílias beneficiadas com esse que é o programa “Menina dos Olhos” da presidenta Dilma Rousseff, sensível que é às carências sociais do povo brasileiro.

Em Alagoinhas nos três últimos anos já foram construídas mais de três mil unidades habitacionais, e ao que tudo indica mais duas mil serão pactuadas entre os entes federativos, o que certamente vem reduzir de maneira significativa o déficit de moradias populares existente em nossa cidade. Essa de fato é uma ação digna de louvor, pois um país que almeja colocar-se entre as nações mais desenvolvidas do mundo não pode conviver com a situação de milhões de brasileiros sem o direito de ter sua casa própria, bem referencial que é um sinal inequívoco de independência e realização de todo cidadão e cidadã que habita em nosso país.
Comprometido com o projeto de promover melhor qualidade de vida e bem-estar para os nossos munícipes, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Alagoinhas – SAAE está presente de forma parceira no Programa Minha Casa Minha vida, contribuindo, portanto, para levar mais dignidade de vida para os moradores dos conjuntos habitacionais recentemente inaugurados.
Como exemplo inconteste do que afirmamos nesse espaço cibernético, foram às ações do SAAE realizadas no Condomínio Nulce Pereira Gonçalves, localizado no início da Rua do Catú, inaugurado em 2010, sendo esse o primeiro dos conjuntos habitacionais construído em Alagoinhas. No Nulce Pereira, como é mais conhecido em nossa cidade, foram construídos 540 apartamentos populares, ofertando no “coração da cidade”, moradia para quem dela precisa. E para que esse benefício se tornasse uma realidade, o SAAE através da ação precisa de sua diretoria geral, ampliou em mais de vinte por cento a capacidade de produção da sua unidade operacional do Sobocó, permitindo assim o acesso à água de qualidade aos moradores do referido condomínio.
A vida é o bem maior de todo o ser humano, e na busca de promover uma vida com mais qualidade, portanto, mais digna para todos os alagoinhenses, o SAAE estará sempre comprometido, pois essa é a orientação de Doutor Sylvio Vianna, gestor da autarquia que mais cresce em aceitação junto à população local, um reconhecimento da sociedade alagoinhense ao trabalho do SAAE, que visa sempre melhor servir ao povo de uma cidade que se agiganta e quer ser cada vez mais justa e feliz.