sexta-feira, março 09, 2018

Entre Rios: Clima esquenta e platéia quebra protocolo interno da Câmara ‘’Querem manipular a população’’

 sexta-feira, março 09, 2018  |  Redação PAN  Política

A sessão que estava marcada para dar início às 18:00h começou cerca de uma hora depois, por conta de um reunião exclusiva dos vereadores.

Após a ocupação das mesas pelos edis o plenário Nelson Vieira de Jesus começou a ser ocupado em sua maioria pelos membros da Ong Geração de Emprego e renda do município de Entre Rios.

Uma das aprovações da noite desta quarta-feira (07), foi o anúncio que o Controlador Geral do município receberá o mesmo salário e benefícios dos secretários municipais, a medida foi aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo Prefeito Elísio Simões.

Outra aprovação da Câmara é a realização de uma audiência pública que será realizada no próximo dia 27/03 e tratará referente as construções e edificações irregulares, bem como os que estão ocupando espaço públicos de forma irregular, solicitada pelo Prefeito de Entre Rios e aprovado por unanimidade pelos presentes.

A construção de um retorno no centro da cidade, construção de redutores de velocidade na BA 400, também entraram nas indicações dos vereadores.

Usando a tribuna o vereador Marcos César falou sobre o convênio da Prefeitura com o Ministério do Turismo para pavimentação da orla, na oportunidade o vereador parabenizou a gestão por conta da vitória política nesta intervenção que acontecerá em Porto de Sauípe e salientou que os prazos e a realização da obra devem ser fiscalizados.

O vereador falou também referente a regulamentação das entradas dos veículos de grande porte na Barra de Porto, ‘’Sem ordem, sem progresso’’.

Parabenizando a Ong o edil relatou que o órgão não é responsável pela empregabilidade, transferido a ação única e exclusivamente para o Sine. O que gerou negatividade por parte dos presentes, que disseram que o Sine não age corretamente.

Obras para revitalização dos rios da cidade de Entre Rios também foram citadas. Ação para revitalização das nascentes, plantação das matas ciliares dentre outras medidas foram cobradas.

Essa cidade tomará uma banho de obras ainda esse ano, temos quase 1 milhão de emendas parlamentares para serem investidos". Disse Zé Valdo.

Empregabilidade

O presidente da Câmara Leandro Simões no uso da palavra informou que a reunião da última segunda-feira (05), tratou-se de um ato interno solicitada pela casa Legislativa ao executivo e que objetivo não era acabar com a Ong do município.

Leandro ainda informou que uma segunda reunião será feita para ouvir representantes das diversas entidades entrerrienses.

"Queremos encontrar uma solução para toda bola de neve que está se formando referente a essa empregabilidade, conheci colegas vereadores das cidades de Esplanada e Cardeal da Silva em Bálsamo nas diversas vezes que sair com meu carro com alguns pais de família e lá as entidades caminham juntas com o poder público''. Relatou o edil.

Quebrando protocolos internos a presidente da Ong relatou que hoje apareceu diversas Ong´s em Entre Rios que tem vereadores por trás para manipular a população. 



Confira trecho:



Após publicação da matéria vereador Marcos César solicitou do espaço para complementar a sua fala. Segue complemento:

''Meu posicionamento em relação a problemática em relação aos empregos é porquê as instituições envolvidas não estão fazendo o o seu Papel em que cabe cada uma. 

O Legislativo não tem o papel de intermediar a Mão de Obra local caso alguém esteja fazendo tá errado. O Papel do legislativo nesse processo é Avaliar e Caso aprovar medidas que facilitem a empregabilidade do Povo.

A ONG tem o seu Papel de mobilizar as massas trazer o povo para os fóruns de debates, fomentar a capacitação de jovens a adultos para empregabilidade, fiscalizar se os empregos estão de acordo ao princípio do Art. 37 da constituição que é o LIMPE, juntamente com o legislativo. 

Já o Executivo tem seu Papel de Negociador, Pois é o Gerente municipal e intermediador da mão de obra através do SINE.

O MP através do Promotor tem como seu papel proteger os princípios e fundamentos da constituição.

A Polícia tem como seu papel fazer cumprir a lei e estabelecer a ordem. 

Os Empregadores tem como papel hora os compromisso de contrato e empregar os trabalhadores. 

O Problemas é que um quer fazer o papel do outro e querer futuro benefícios políticos sacrificando a parte mais interessada e prejudicada nesse processo''. Finalizou.




Fonte: Entre Rios Notícias


Publicidade:

Compartilhe a Notícia


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Todos os comentários passam por uma vistoria e só serão aceitos se estiverem cumprindo estas normas; Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.
Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Política de PrivacidadeTermo de Uso
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2018
back to top