quarta-feira, fevereiro 14, 2018

Feira de Santana: Rixa antiga motivou assassinato no distrito de Maria Quitéria, diz delegada

 quarta-feira, fevereiro 14, 2018  |  Redação PAN  Notícias do Estado da Bahia

Uma rixa antiga foi motivo de um homicídio registrado no distrito de Maria Quitéria em Feira de Santana, na terça-feira (13), segundo informou a polícia. Joel Alves dos Santos Filho, 38 anos, que morava na Fazenda Genipapo, no mesmo distrito, foi baleado na barriga, costas e braço esquerdo. De acordo com informações da polícia, um homem identificado como Edmundo é o acusado de praticar o crime.

De acordo com a delegada Lícia Alves, que efetuou o levantamento cadavérico, populares informaram no local do crime, que a vítima e o acusado tinham um desentendimento antigo e uma nova briga envolvendo o sobrinho da vítima e o filho do acusado motivou o crime.

“Ontem o filho de Joel teria sido atingindo ou quase atingido por uma moto guiada pelo sobrinho de Edmundo. Joel foi tirar satisfação e acabou sendo baleado por Edmundo”, informou a delegada.

De acordo com ela, a Delegacia de Homicídios vai prosseguir com as investigações e tentar encontrar Edmundo, que, segundo informações de testemunhas, teria fugido logo após o crime em um veículo Fiat prata, de placa ignorada.

Débito com traficantes após o Carnaval pode aumentar índice de homicídios, alerta tenente

A Polícia Militar de Feira de Santana já vem se planejando para atuar na cidade após o período do Carnaval, com o objetivo de evitar o aumento no número de homicídios. De acordo com o tenente Monte Nero, da 67ª CIPM, os débitos com traficantes pode aumentar o índice de homicídios na cidade.

“Todo ano após o Carnaval pode haver um aumento do número de homicídios, mas estamos trabalhando, fazendo um trabalho de planejamento estratégico para evitar que o número de crimes aumente na cidade”, afirmou.

Segundo o tenente, a arma de fogo é meio utilizado pelos usuários para ter a droga e quando eles não conseguem pagar com dinheiro, podem pagar com a própria vida.

“O traficante vai cobrar e se a pessoa não puder pagar, vai pagar com a vida. Sabemos, de acordo com o mapa da violência, que somos o sétimo país com maior número de homicídios de jovens entre 18 e 25 anos de idade, todos eles oriundos do tráfico de entorpecentes e todos eles por meio de arma de fogo”, informou.

As informações são do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Publicidade:

Compartilhe a Notícia


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Todos os comentários passam por uma vistoria e só serão aceitos se estiverem cumprindo estas normas; Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.
Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Termo de Uso-Anuncie-Contato
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2018
back to top