segunda-feira, novembro 20, 2017

Prefeitura de Alagoinhas contrata empresa para fazer a destinação do lixo do município com dispensa de licitação

 segunda-feira, novembro 20, 2017  |  Redação PAN  Notícias do Estado da Bahia

Na última terça-feira(14) a Prefeitura de Alagoinhas tornou publica a contratação da empresa Sustentare para o transporte do lixo recolhido na cidade ao aterro sanitário em Feira de Santana. O valor do contrato é de R$ 1.854.000,00 e foi feito em caráter emergencial, com dispensa de licitação.

A empresa vai transportar cerca de 110 mil toneladas de lixo por dia para o aterro sanitário de sua propriedade.

A crise no aterro sanitário de Alagoinhas, denunciado pelo vereador Pastor Lins e que teve grande repercussão na cidade, agora ganha um novo capitulo. Isso porque opositores questionam o caráter emergencial da contratação, já que os problemas no aterro, que até então era utilizado pela prefeitura, seria de conhecimento da gestão municipal há algum tempo.

A denúncia do vereador Pastor Lins foi feito há 6 meses, já no governo Joaquim Neto, porém o problema envolvendo o aterro já era de conhecimento do secretário Municipal de Serviços Públicos, Harnoldo Azi, que chefiou a  pasta também no governo passado.

Em audiência pública realizada na Câmara Municipal no dia 14 de setembro, o próprio Harnoldo Azi afirmou publicamente que enviou diversas solicitações ao ex-gestor Paulo Cezar para que o mesmo executasse obras de manutenção no aterro, mas que não foi ouvido. Este relato também comprova que integrantes da atual gestão já tinham ciência da situação do aterro.

Sendo assim, por que a Prefeitura de Alagoinhas não iniciou um processo licitatório visando a contratação de uma empresa que executasse o serviço logo nos primeiros meses de governo? 11 meses de gestão não foram suficientes para se preparar uma licitação visando a concorrência entre as empresas?

Na última sessão da Câmara Municipal, o vereador Anderson Baqueiro levantou suspeitas de irregularidades nos contratos emergenciais feitos pela gestão Joaquim Neto. “Infelizmente, é mais um dos casos que vamos investigar sim, não tenha dúvida. Vamos levantar todos esses contratos que estão sendo feitos por dispensa ou inexigibilidade de licitação desse governo que virou prática, o que era pra ser exceção…”, disse o vereador

Recentemente uma outra empresa foi contratada de forma emergencial, também com dispensa de licitação, para assumir os serviços de fornecimento de mão de obra terceirizada, antes prestados pela Qualiserv.

Fonte: News in foco

Publicidade:

Compartilhe a Notícia


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Todos os comentários passam por uma vistoria e só serão aceitos se estiverem cumprindo estas normas; Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.
Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Termo de Uso-Anuncie-Contato
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2017
back to top