terça-feira, novembro 28, 2017

Acajutiba: 65 anos de emancipação política e mais de um século de história

 terça-feira, novembro 28, 2017  |  Redação PAN  Política

O município baiano de Acajutiba hoje está completando 65 anos de emancipação política. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Município de Acajutiba foi criado em 28 de novembro de 1952, pela Lei Estadual nº 505, constituído de distrito único, com sede na vila de mesmo nome e desmembrado do Município de Esplanada. Com uma história enraizada com o progresso da linha férrea através da Viação Férrea Federal Leste Brasileiro, o então povoado de Cajueiro era ligado à capital do estado no ano de 1907, acontecimento que marcou época, trazendo consigo um surto de desenvolvimento para o comércio local. 

O povoado de Cajueiro, pertencente ao Município de Vila Rica, possuía em 1914, apenas 20 casas. Atraídas pela fertilidade das terras, várias famílias se fixaram no povoado.

Em 1918, a sede do Município de Vila Rica foi transferida para o arraial de Cajueiro, extinguindo-se o município, em 1931, sendo seu território anexado a Esplanada. Já no ano de 1933, restaurou-se o município, ainda com o nome de Vila Rica, em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Distrito de Cajueiro figura no Município de Vila Rica, porém, extinto novamente, em 1935, anexando-se seu território ao Município de Conde.

Pelo Decreto Estadual nº 9673, de 13-08-1935, o Município de Vila Rica foi extinto passando o Distrito de Cajueiro a pertencer ao Município de Esplanada.
Em divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-1937, o Distrito de Cajueiro figura no Município de Esplanada.

Em uma consulta histórica feita pelo site ao Professor José Milton Ferreira, quando os engenheiros da Viação Férrea Federal Leste Brasileiro chegaram ao distrito para instalação do ramal ferroviário, a feira livre já acontecia a mais de um ano, o Distrito de Cajueiro já existia. 

Outra situação levantada pelo Professor na década de 80, relata que a estação ferroviária da cidade foi instalada em 1932, no ano de 1936 era construída a igreja matriz de Nossa Senhora das Candeias. 

Em 1937, o Distrito de Cajueiro passou ao domínio do Município de Esplanada, sendo o seu nome, em virtude do Decreto Estadual nº 12.978, de 1º de junho de 1944, mudado para Acajutiba. No ano de 1952, a lei 505 foi votada em agosto e sancionada em 28 de novembro pelo então Governador Régis Pacheco, finalmente era criado o Município de Acajutiba, constituído de distrito único, com sede na vila de mesmo nome e desmembrado do Município de Esplanada. A iniciativa política porém foi do Tenente Ostilio Freire de Novaes, o projeto de Lei apresentado pelo então deputado Tarcilio Vieira de Melo.

Dentre tantas curiosidades apuradas; o primeiro prefeito, no entanto, só tomaria posse em abril de 1955.

Acajutiba, o topônimo é um vocábulo tupi que significa "o sítio onde há cajus". Diante da origem comercial local ter início embaixo de frondoso cajueiro localizada no centro do então distrito pertencente ao município de Conde, com a primeira feira livre acontecendo em 01-03-1905.

Fonte: Acajutiba News

Publicidade:

Compartilhe a Notícia


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Todos os comentários passam por uma vistoria e só serão aceitos se estiverem cumprindo estas normas; Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.
Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Termo de Uso-Anuncie-Contato
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2017
back to top