sexta-feira, outubro 06, 2017

Alagoinhas: Empresa que realizou poda de árvores alega que seguiu normas técnicas e vereador Thor de Ninha afirma que leis ambientais foram desrespeitadas

 sexta-feira, outubro 06, 2017  |  Redação PAN  Política


Douglas Souza, genro do ex-vereador Jenser Souza, entrou em contato para contestar matéria sobre a poda de árvores em Alagoinhas.  Ele alegou que ganhou o contrato juntamente com o empresário Lutefledo  Carmo.


A G. Barros Construção e Locação de Máquinas Ltda não tem Douglas Souza como sócio formal, mas em conversa com editor do site, por meio do WhatsApp, ele admitiu é o corresponsável pela gestão do contrato com a Prefeitura de Alagoinhas em parceira com “Lutizinho”.  

Douglas alegou que a empresa seguiu as normas técnicas e que tem profissional habilitado para realizar o trabalho de poda. O prestador de serviço negou que a empresa tenha sido multada. “Na verdade, sequer recebemos notificação. A Secretaria de Serviços de Públicos (SESEP) recebeu uma comunicação interna informando que receberíamos um auto de infração, mas até agora não recebemos nada”, disse.  

Em discurso, na tarde desta quinta-feira (5), na tribuna do parlamento municipal,  o vereador Thor de Ninha (PT/foto) criticou a forma como a poda foi realizada e assinalou que a empresa não está preparada para realizar o tipo de trabalho constante no contrato com a Prefeitura de Alagoinhas. 

Na noite de hoje, em conversa telefônica, o vereador Thor de Ninha declarou que o secretário de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Bruno Fagundes, o informou ontem que havia notificado a empresa. Douglas negou ter recebido qualquer notificação.

O vereador petista acrescentou que a empresa infringiu a lei federal nº 9605/98, que trata de crimes contra o meio ambiente, e as leis complementares municipais 14/2004 e 83/2012. “A ação da empresa ultrapassou o limite de 30% de cada árvore, o que caracteriza poda drástica, ferindo a lei quando não há autorização do poder público”, salientou Thor de Ninha.

O biólogo Genivaldo Cruz dos Santos, professor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e do IF Baiano, garantiu ao vereador que a poda da forma como foi realizada é caracterizada como crime contra a flora.

Thor de Ninha salientou que o trabalho só pode ter sido feito por profissionais sem conhecimento da área ambiental. 

Fonte: Alagoinhas Hoje

Publicidade:

Compartilhe a Notícia


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Todos os comentários passam por uma vistoria e só serão aceitos se estiverem cumprindo estas normas; Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.
Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Termo de Uso-Anuncie-Contato
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2017
back to top